Review - Fatal Fury Special - Game Gear



Fatal Fary Special - Game Gear

Esse é um jogo que ninguem entende ao certo porque foi lançado neste console e tão pouco que existe de fato. Pela SEGA a série Fatal Fury teve suas duas primeiras versões para o Mega Drive, uma versão exclusiva para SEGA CD de Fatal Fury Special, duas versões da série Real Bout Fatal Fury para SEGA Saturn e o restante ficou com o Dreamcast.

Fatal Fury Special para Game Gear foi portado pela Takara, até então responsável pela maioria dos ports da SNK para consoles caseiros, esta versão ficou muito boa se levarmos em conta as limitações do console 8-bits (portátil) da SEGA. O que é de se estranhar é a ausência de um port para o Mega Drive, o console teve a sua última versão do jogo muito bem portada para o console e a continuação devia ser natural, ainda mais tendo em vista que seu concorrente direto o Super Nintendo teve esse port. Pois bem, a explicação para isso foi uma versão desastrosa que a SEGA preparou numa parceria entre JVC e Funcom para o SEGA CD. Esta versão "deveria" ser o grande trunfo da SEGA mas a coisa desandou e a versão foi tão horrorosa que não merece mais comentários aqui, vamos falar do jogo para o Game Gear.

O console portátil Game Gear para muitos foi uma extensão do Master System, pois a maioria dos seus jogos vinha do Master System, sendo assim, jogos exclusivos era coisa rara de se ver, talvez por isso o videogame não deslanchou, até porque era caro ter um console portátil nesta época.

Neste port a Takara fez um excelente trabalho, o jogo teve algumas alterações da versão original, aqui por exemplo não contamos com Kim, Jubei, Big Bear, Cheng, Axel, Laurence e Krauser, mas isso não tirou o brilho do jogo que tem uma ótima jogabilidade, cenários com suas animações preservadas, e bom sprite dos chars.

O jogo não possui vozes, apenas sons característicos da geração 8-bits da SEGA, mas não chega a ser um problema, de início já podemos perceber que o jogo foi bem trabalhado, a Takara tentou de tudo para fazer um bom trabalho e na medida do possível conseguiu. Fatal Fury Special conta com os chars padrão e Ryo Sakazaki de Art of Fighting como selecionável, o chefe aqui passa a ser Geese e Ryo Sakazaki caso você não perca nenhuma partida, o game não tem final.

Este é um daquele jogos que nasceu sem culpa, fez de tudo para agradar e agradou muitos, fazendo dele assim um jogo raro e caro para colecionadores, arrisco até a dizer que se tornou cult, o fato é que a SEGA vacilou muito com essa franquia, tinha nas mãos um excelente jogo para o Mega Drive e ao invés disso lançou duas versões, uma para o Game Gear e outra para o SEGA CD, se de fato quisesse deixar o caminho livre para o SEGA CD lançasse então uma versão para o Master System que era um console de mesa com mais recursos e não neste pequeno portátil.



Vídeo Gameplay





|__CisNegro__|



Episodio do podcast onde o jogo foi um dos comentados:
Neo Player - 043 - Jogos de Portáteis





(Review publicado originalmente em: 05/11/2013)







Posts Relacionados