Review - Ultimate Spider-Man - PC



Ultimate Spider-Man - PC

Jogos com temáticas ou baseados no universo de algum super herói em especifico ou mesmo jogos que reúnem mais de um super herói, já se tornam por si mesmo auto atrativo para a maioria dos que gostam de jogar videogame, muito pelo fato de que esses normalmente já acompanham ou acompanharam historias e mais historias de diversos heróis, tanto nos quadrinhos, animações, cinema e vários outros lugares.

Mas muitas vezes esses jogos não correspondem as expectativas, as vezes o jogo foi feito as presas para acompanhar o lançamento de algum filme que estava para ser lançado, as vezes o jogo é feito de uma forma que poderia ser colocado qualquer outro personagem no lugar, pois esse não faz o mínimo uso dos artifícios ou habilidades do herói em questão, mas em contra partida temos os casos positivos, que são tão bem feitos que praticamente se tornam um parâmetro, se tornando aquele jogo que praticamente em toda conversa em que o assunto é levantada esse já se torna um dos primeiros nomes a serem lembrados.

“Ultimate Spider-Man” pode não ter virado um parâmetro entre os “Gamers” de plantão, mas esse com certeza é um título a ser sempre considerado, visto que ele além de ser um bom jogo baseado em um universo de um super herói mais que conhecido, ainda trouxe boas mecânicas e ideias além de fazer o principal, que foi criar um jogo com situações e momentos que de fato fazem uso das habilidades de Spider-Man.

Habilidades essas que são colocadas muito aprova em praticamente todo o jogo, já que o jogo é praticamente um mundo aberto, onde você além da historia que esta fazendo pode ficar perambulando de rua em rua, prédio em prédio, andando e correndo, ou a todo estilo “Homem aranha” de ser, que é ficar se balançando com suas teias de um lado para o outro até chegar ao seu lugar de destino, e aqui você já vê algo que não é muito normal nos jogos do Homem aranha, que é o fato de que quando você lança sua teia para se balançar ela obrigatoriamente tem que conseguir se fixar em algum lugar, para você continuar se balançando e não venha cair, coisa essa até boba de se mencionar, mas que em vários outros jogos com o personagem não acontece, bastando apenas você laçar sua teia para que essa se fixar mesmo que em lugares que não existam meios de se fazer isso.

E caminhar pelo mapa apesar de ser algo bem legal no começo pode se torna algo meio que cansativo, já que além dos lugares destinados a seguir a historia do jogo, você vai começar a visualiza inúmeros lugares com pedidos de socorro que praticamente não tem fim, a todo momento você vai estar sendo contatado para colocar um fim em alguma briga de gangs, a ajudar policiais a capturar algum fugitivo, entre outros diversos pequenos motivos que vão se tornando repetitivos e até mesmo cansativos de se fazer, principalmente para quem tiver interesse em completar tudo no jogo além da historia principal, já que com isso você ainda vai liberando pequenas coisas, como roupas clássicas do homem aranha para serem usadas dentro do mapa, art works, capas de gibis clássicos do homem aranha, entre diversos outros pequenos itens.

E como o próprio nome do jogo diz esse é um jogo baseado em um universo paralelo da historia do Homem aranha, já que aqui a historia gira em torno do universo “Ultimate”, que foi uma serie paralela a historia principal do Homem aranha lançada em meados dos anos 2000, e que dizia que “Dr.Parker” junto a um ajudante estavam trabalhando na criação de uma roupa que seria capas de curar o câncer, mas após o termino do projeto Dr.Parker assinou um contrato com “Bolivar Trask”, para que esse financiasse o projeto, mas esse tinha outras ideias para a tal roupa, além da imaginada por Dr.Parker em vida.

Anos se passaram e “Peter Parker”, agora já como Homem aranha, decide recuperar a roupa que outrora pertenceu a seu pai e vai até as dependências de Bolivar Trask para reaver essa, mas assim que Peter toca a roupa essa cobre por completo o corpo de Peter o deixando totalmente preto, e com isso muito mais poderoso, Peter faz uso dessa por um tempo até que em certo momento essa rejeita Peter e foge, e durante a fuga essa encontra “Eddie Brock”, antigo amigo de Peter e filho do ajudante do pai de Peter quando estava desenvolvendo a roupa, e essa por sua vez cobre o corpo de Eddie por completo de preto e ainda consegue controlar a mente desse que a partir de então se auto intitula-se “Venon”, e ainda ao encontrar Peter, Venon revela que tinha matado o Pai de Peter e que iria fazer o mesmo com ele.

E assim começa sua jornada dentro do jogo onde a cada novo capitulo do jogo, a cada nova batalha com chefes, você vai ficando mais empolgado, visto que a jogabilidade do jogo é o grande trunfo, onde você consegue se mover, atacar, fazer tudo que você possa imaginar com grande facilidade e agilidade, e aliando a isso ainda temos as batalhas contra os chefes que são cada uma mais bem feita que a outra, onde que em praticamente todos os chefes você vai ter que pensar em pequenas estratégias para conseguir superar cada fase de tal.

E muitos desses chefes que você vai encontrando durante o caminho são personagens bem conhecidos de quem acompanha ou tem o mínimo de conhecimento da historia do cabeça de aranha, ou não, já que até um encontro inusitado com “Wolverine” presenciamos, e misturado a tudo isso, também temos os gráficos do jogo que foram feito em “cel-shaded”, e que caíram como uma luva no jogo, ainda mais se pensarmos que estamos falando em um jogo que é baseado em personagens de historias em quadrinhos, nada melhor que um estilo gráfico bem cartoonesco, aliado as inúmeras cenas que vão mostrando o desenrolar da historia e que também são feitas como se estivéssemos realmente lendo uma historia em quadrinhos do homem aranha.

O jogo ainda conta com uma boa trilha sonora que aparece de forma muito bem colocada em momentos de tensão, e em vários outros lugares, e ainda contamos com a dublagem dos personagens no modo historia e de vários comentários engraçadinhos feitos pelo Homem aranha durante o jogo e principalmente durante os confrontos com os chefes, e aliando-se a tudo isso uma dificuldade moderada onde que com um pouco de treino e pratica em executar todos os golpes do homem aranha rapidamente você vai estar além de deixando literalmente todos os seus inimigos pendurados de cabeça para baixo esperando a policia chegar e os captura-los, terminando o modo historia como deve ser.

Ultimate Spider-Man foi desenvolvido pela “Treyarch” e publicado entre os anos de 2005 e 2006 pela “Activision” para "Playstation 2", “Game Cube”, “Xbox”, “PC”, “Nintendo DS” e “Game Boy Advance”.



Vídeo Gameplay




(Dissection)




Posts Relacionados