Review - Ys Seven - Playstation Portable



Ys Seven - Playstation Portable

Uma das series que me atraíram muita a atenção desde o primeiro momento em que coloquei os olhos foram os jogos da serie “Ys”, que apesar de ser uma serie muito conhecida no Japão, fora dele meio que essa demorou um certo tempo para que esse reconhecimento começasse a aparecer.

Algo até que me surpreende um pouco, visto que os jogos dessa, alem de serem um misto de “JRPG” com “Action RPG”, gêneros bem populares e aceito, pelo menos por um bom período dos anos 90 e início dos anos 2000, jogos como “Final Fantasy" e "Zelda" fizeram e fazem a cabeça de muitos até hoje, e um jogo que mistura qualidades desses dois estilo de jogos aparentemente teria que ter uma popularidade um pouco maior fora de terras nipônicas.

“Ys Seven” como todo bom jogo da serie não fugiu muito a premissa, que apesar de se ter ouvido e presenciado certo alvoroço por todos os entusiastas do gênero e logicamente da serie, esse alvoroço todo não chegou nem de perto a se comparar com o que vimos em outros jogos que foram laçados na mesma época que a sua.

E como não poderia deixar de ser, lá estamos nos novamente controlando nosso interpreto herói “Adol” e seu amigo de varias outras jornadas “Dogi”, onde após esses aportarem em uma cidade chamada “Altago”, eles começam a perambular pelas ruas da cidade até se depararem com duas irmãs que estavam sendo assediadas por cavaleiros das forças armadas de Altago, e ao se intrometerem na situação, os dois acabam presos e jogados na prisão da cidade.

Mas ao saber da noticia o Rei da cidade que já conhecia a fama dos dois de viajantes aventureiros, pede para que libertem os dois e os pedem para que os levem até o seu encontro onde esse pede para que os dois ajudem a resolver um misterioso problema que surgiu a pouco tempo, que eram os frequentes terremotos que começaram a acontecer de forma misteriosa e que até aquele momento nenhum de seus homens teria descoberto qual a causa desse fenômeno repentino.

E durante essa jornada o que não vai faltar são boas musicas, já que uma das grandes características de toda a serie Ys são as trilhas sonoras de cada jogo, que são sempre uma mais excepcional que a outra, e aqui a coisa não poderia ser diferente, onde que a cada novo vilarejo, ou mesmo um diferente lugar de uma mesma localidade essa vai se alternando sempre com musicas empolgantes, que te deixam sempre em um clima de empolgação, fora ainda os sons ambientes do jogo que são muito bem feitos, onde até coisas mínimas, como a variação sonora do caminhar dos personagens você vai notar, quando ao caminhar sobre um terreno rochoso e mudar para um lugar forrado por madeiras, tudo feito de uma maneira que não a como não se ressaltar até esses pormenores.

E se os sons de caminhar não forem suficiente, esse ainda conta com a boa e velha jogabilidade ágil, recorrente em todos os jogos da serie, você consegue se locomover, entrar e sair de combate de formas muito simples, ainda mais visto que estamos falando de um Action RPG, onde as batalhas acontecem ali bem no lugar onde você esta passando, onde que por vezes você pode tentar combater seus inimigos ou mesmo continuar seguindo enfrente como se esses nem tivessem cruzado seu caminho.

Os cenários do jogo são todos muito bonitos, todos ambientes em 3D muito bem elaborado e com uma boa riqueza de detalhes, detalhes esse que podem ser notados até no tamanho dos personagens do jogo, já que aqui diferente dos jogos anteriores todos os personagens ganharam uma proporção bem maior a dos jogos anteriores, o que acabou se tornando algo positivo na serie, que acabou tirando aquele ar meio infantil que alguns poderiam ter de jogos anteriores, fora o fato que como nos jogos passados da serie, logo de começo somos brindados com uma cena toda em animação lindíssima, com uma épica musica introdutória.

E como já mencionei as mecânicas do jogo são praticamente as mesmas vista em jogos passados o que facilita e muito para quem já acompanha a serie, e para os que estão começando também não vão encontrar grandes complicações, já que o negocio aqui é destruir seus inimigos de maneira mais pratica e rápida possível, ainda mais se levarmos em conta que a dificuldade aqui e em todos outros jogos da serie é baixa, ficando mais pela junção da historia e mecânicas que são todas tão bem feitas e se encaixam tão bem que fazem você não querer parar de jogar até chegar ao seu final.

Coisa essa que não deve demorar, já que o jogo não é tão longo, e você praticamente não vai se ver preso em nenhum lugar tentando resolver algum quebra-cabeça mirabolante, tento no muito que procurar a localização de determinado sujeito para falar determinada coisa e assim já desencadear uma nova serie de acontecimentos que o levara até um outro ponto especifico, tudo de maneira bem rápida e despreocupada.

Ys Seve foi desenvolvido pela “Nihon Falcom” e publicado pelas Nihon Falcom e “Marvelous USA” entre os anos de 2009 a 2012, para “Playstation Portable / PSP” e “PC”, onde que a versão para PC foi lançada somente na China. O jogo recebeu boas criticas, apesar de alguns reclamarem da historia ser simples demais e as musicas serem um tanto enjoativas.




Vídeo Gameplay





(Dissection)





Posts Relacionados