Review - Michael Jordan - Chaos in the Windy City - Super Nintendo



Michael Jordan - Chaos in the Windy City - Super Nintendo

As vezes a gente pensa que já viu de tudo nessa vida, mas ao esbarrar com algumas surpresas que a vida nos dá, a gente acaba percebendo que não viu tanta coisa assim.

Em determinada época, lá estava eu folheando a estante de jogos do Super Nintendo numa locadora qualquer, quando me deparo com esta capa acima, eu que particularmente não gosto muito de basquete passei adiante, fui até o final e não encontrei nada decente para se alugar, foi quando parei para pensar realmente na capa deste jogo, Michael Jordan segurando uma bola de água e fogo? Será que se tratava de um jogo de basquete com power ups? Bem, voltei atrás e puxei a caixa toda para fora, tão qual foi a minha surpresa ao me deparar com um adventure game estrelado pelo Michael, bom dai as coisas começaram a melhorar, o que era ruim começou a parecer interessante e resolvi então arriscar. Pronto! Eu iria passar o fim de semana com o Michael Jordan.

O game me surpreendeu por dois motivos, o primeiro era que eu nunca tinha visto nenhuma estrela dos esportes se envolvendo em adventure games, o que sempre acontecia era grandes astros dos esportes estamparem games sobre o seu esporte, um exemplo disso era o Andre Agassi em game sem sal para o Mega Drive. O segundo motivo era que pelas fotos a coisa toda parecia muito boa, magias, belos cenários, chefes, etc.. Mas foi jogando mesmo que pude ter uma real noção do jogo, Michal Jordan, o personagem parece meio desengonçado na tela, seus movimentos são brutos, é fácil de se atrapalhar, ele anda quicando a bola como se estivesse em um jogo realmente, seus ataques, seus pulos, tudo remete ao jogo de basquete, chega a ser engraçado as vezes.

Na história, Michael se depara com uma situação embaraçosa, seus amigos de time desaparecem do vestiário e imediante ele recebe um recado de um cientista louco que diz tê-los sequestrados e que para libertá-los Michael teria que se entregar, bem, até que não tá tão ruim vai.

A jogabilidade pode parecer estranha de inicio, mas logo a gente se acostuma, no jogo, Michael, arremessa as bolas, enterra, dribla e até faz graça com a bola, mas o mais interessante são sem dúvida os power ups, as bolas mágicas que recolhemos pelas fases, temos de tudo, bola do tipo bumerangue, bola de fogo, bola de ferro, bola de granada, eu não me recordo de todas mas acredito que tenha mais. As bolas assim como as chaves que coletamos podem ser trocadas durante o jogo mesmo, tudo com um menu simples mais funcional no topo da tela.

Os gráficos e as músicas ficaram boas na medida do possível mas ambos nos passam um ar sombrio, cenários muito escuros, músicas baixinhas, suaves demais, chegam a incomodar as vezes, o jogo não passa um clímax e aventura, parece meio que termina logo isso cara. 

No fim, o game não foi dos piores, me diverti bem com Michael aquele fim de semana, fechei o jogo e não o vejo como opção para se jogar de novo, Michael Jordan - Chaos in the Windy City é mais um daqueles que a gente acha legalzinho mas depois acaba nos enjoando.



Vídeo Gameplay





|__CisNegro__|




(Review publicado originalmente em: 16/03/2015)




Posts Relacionados