Review - Hunter Hunted - PC



Hunter Hunted - PC

Se você foi um dos felizardos que viveu e possuía um PC durante praticamente toda a década de 80 e 90, muito provavelmente você não só ouviu falar, mais jogou algum jogo da desenvolvedora “Sierra Entertainment”, desenvolvedora essa que ficou muito popular nessa época por desenvolver vários jogos para os PCs durante todo esse período.

Mas assim como ter um PC era sinônimo de conhecer essa empresa, outra coisa também era quase que inseparáveis, era o fato que essa desenvolvedora ficou muito conhecida por desenvolver jogos “point-and-click”, como por exemplo, a serie “Gabriel Knight”, era praticamente impossível você ouvir alguém comentando que estava jogando um jogo dessa desenvolvedora e esse não ser um point-and-click, mas ainda sim, mesmo sendo o gênero predominante nos jogos dessa existiram jogos dela que fugiram desse estilo.

Hunter Hunted é um desses jogos que fugiam completamente dos padrões de jogos produzidos pela Sierra Entertainmente, onde logo de cara você descobria que aqui a ideia de jogo era bem diferente dos jogos point-and-click, já que você esta em um jogo de plataformas 2D (lateral) com personagens em 3D pré-renderizados e tinha que sobreviver fazendo uso de armas de fogo (ou não), chegando lembrar um pouco jogos como “Blackthorne” ou mesmo “Flashback”.

A historia do jogo tem inicio quando uma raça de alienígenas invadem a terra e exterminam grande parte da população e fazem dos sobrevivente seus escravos, mas além da terra esses alienígenas já tinham feito o mesmo com diversos outros planetas, e com isso esse alienígenas inventam uma espécie de jogo para sua distração, onde eles pegavam uma espécie de um planeta e colocavam para se confrontar com espécies de outro planeta, para que ambos em certo momento do jogo se de-gradeassem por suas vidas.

Mas esse jogo não era assim tão rápido, já que ao invés de assistir uma luta um contra um logo de cara, o jogo se baseava em colocar cada participante em um lado de uma espécie de labirinto e esses teriam que passar por todo tipo de armadilhas e adversidades colocadas em seus caminhos até que em fim se encontrassem no final do labirinto para o confronto final.

E do lado dos humanos o escolhido para o confronto foi “Jack” personagem que faz uso de todo tipo de armas de fogo e explosivos que você possa encontrar durante o caminho para superar seus obstáculos, além dos inimigos que eram colocados para tentar acabar com sua vida. E do outro lado o escolhido foi “Gareth Den“, um monstro ou alienígena da raça “Minotaur”, que diferente do humano, esse possuía grande resistência física, e suportava muito mais ataques e ainda contava com uma grande força física para acabar com seus oponentes, fora o fato que esse também fazia uso de um porrete em suas mãos.

No jogo você alterna entre um dos 2 personagens para jogar e vai ter que passar por mais de 50 níveis (locais) diferente até conseguir terminar o jogo, sendo que os níveis vão desde quebras cabeças onde você tem que conseguir superar para chegar ao outro lado, ou até passar por zonas de tiroteios frenéticos onde os inimigos não te dão a menor chance de parar para pode pensar o negocio era sobreviver.

O jogo tem uma velocidade bem elevada tudo se passa de forma bem rápida, fora que ainda existia uma espécie de Zoom que você poderia dar durante o jogo para aproximar ou distanciar a câmera para facilitar um pouco a jornada, jornada esse que ainda contava com sistema de esquiva, para que você conseguisse se desvencilhar dos ataques inimigos dando a oportunidade muitas vezes de fazer um inimigo destruir o outro conforme você vai se acostumando com as habilidades de seu personagem.

A trilha sonora do jogo era em boa parte de sons ambientes, onde você na grande maioria do tempo só iria escutar os sons de explosões, tiros, ou mesmo os gritos e sussurros de seu personagem até que em determinados momentos, esses quando você conseguia avançar na trama, você seria presenteado com musicas eletrônicas alucinantes e que em certos momentos com elementos de guitarras, sem mencionar que acada fim ou começo de missão você ouvia a voz de uma especie de narrador, com uma voz bem sinistra que ia relatando os principais pontos de cada missão.

A ambientação do jogo no começo é algo que você acha muito boa, você gosta de tudo que vê, os cenários, calabouços, celas, corredores estreitos ou mesmo cavernas, mas com o passar do tempo você  começa a encher o saco, já que sempre vai ver os mesmo ambientes mas com um trajeto diferente, coisa essa que também aconteciam com as suas missões, já que em cada fase você tem uma missão diferente para conseguir completar seus objetivos, mas logo essas começam a se tornarem também muito repetitivas e até mesmo cansativas.

A dificuldade do jogo também é algo bem complicado já que essa começa a ficar cada vez mais difícil conforme você vai avançando no jogo, e seus inimigos além de começarem a aparecer em uma quantidade cada vez maior eles começam também a atirar e lançar coisas em você com uma velocidade frenética, fazendo com que você muitas vezes tenha que fazer e refazer determinada missão até conseguir completa-la.

Hunter Hunted foi desenvolvido e publicado pela Sierra Entertainmente, e lançado para PCs no ano de 1996.



Vídeo Gameplay




(Dissection)




Posts Relacionados