Review - Bug! - SEGA Saturn



Bug! - SEGA Saturn

Jogos de plataforma em 2D (lateral) foram durante toda a geração 8 e 16 bits um dos principais gêneros usados pelos desenvolvedores de jogos quando resolviam fazer um novo jogo, era quase que obrigatório que a cada nova remessa de lançamentos para os diversos consoles de suas época, que pelo menos a metade deles fossem jogos de plataforma 2D, obvio que muito disso devido aos hardwares dos consoles dessas duas época não terem recursos para serem minimamente capazes de rodar jogos em 3D.

Foi pensando nisso que fez com que a Sony quando desenvolveu seu novo videogame o “Playstation”, apostasse todas as suas fichas em um videogame que fosse capas de rodar jogos em 3D, enquanto do outro lado víamos a SEGA na contra mão apostando na continuidade dos jogos em 2D lançando o “SEGA Saturn”, que era um videogame com um hardware bem robusto, com uma ótima capacidade para se desenvolver jogos no ambiente em 2D.

E um dos jogos que entraram nessa guerra entre SEGA Saturn vs. Playstation, foi lançado para o console da SEGA, chamado de “Bug!”, era um jogo em plataforma com um ambiente em 3D mas com uma jogabilidade toda em 2D, e diferente dos diversos jogos que foram lançado com essa mistura de estilo, em Bug! Apesar de você se mover e ter uma jogabilidade em 2D, você não progredia no jogo de forma vertical, você não ia de um ponto A para o B andando como se estivesse em uma linha reta, nesse jogo você vai avançado de forma meio que horizontal, se assim posso dizer, você vai tendo uma espécie de mudança de planos fazendo com que você tenha a impressão que esteja sempre adentrando o cenário cada vez mais.

Durante cada fase você consegue sempre avistar ao fundo de onde você esta o caminho por onde você vai passar, e conforme você vai percorrendo esse caminho e passando pelas elevações das fases você começa a chegar a onde antes estava apenas sendo visualizando, fazendo com que você sempre saiba o que esta por vir a seguir, a paisagem do jogo acaba por ser sempre o seu próprio caminho, algo bem diferente de se ver em um jogo principalmente na época em que o jogo foi lançado.

A jogabilidade era bem simples você poderia pular para acertas os inimigos ou então pular os obstáculos, você ainda conseguia se mover para direita e esquerda, e como já mencionei você também conseguia se mover para cima ou para baixo para fazer as mudanças de planos, outra coisa curiosa é que no jogo você percorre todo a caminho sempre como se estivesse em uma ponte ou plataformas, o que fazia com que em certas partes de seu trajeto além de lhe fazer mudar de planos você ainda iria passar por lugares que você teria que andar como se estivesse andando em paredes, era tudo bem legal de se ver.

A historia do jogo não era assim tão fenomenal, mas era bem aceitável, Bug! Era uma estrela de Hollywood que em fim recebeu uma proposta para fazer um filme que iria alavancar sua carreira ainda mais, ele não pensou duas vezes e assinou o contrato com a produtora, o filme em questão era um filme de ação onde a namorada de Bug! foi sequestrada pela “Rainha Cadavra”, e nosso herói tem que passar por diversos lugares e situações para em fim resgatar sua amada, o jogo tem inicio em um cenário do estúdio, onde a cada 3 fases e um chefe, você vai assistir a uma cena onde mostra Bug! Andando de um cenário para o outro para dar inicio a mais uma fase, tudo como se você estivesse realmente gravando um filme.

Os cenários do jogo eram todos bem bonitos e até que bem criativos, durante toda a jornada Bug! Vai passar por regiões rochosas, regiões gélidas, regiões de vulcões ou até se aventurando no fundo do mar em certas partes do seu percurso, todas sempre usando e muito as mecânicas de mudanças de planos implementadas no jogo, que alias acabam por facilitar um pouco o jogo, já que você normalmente sempre sabe com bastante antecedência o que esta por vir, você acaba meio que já preparando uma estratégia do que fazer para quando chegar em determinados ponto, fazendo com que o jogo se torne em certo ponto até que bem fácil de se jogar, você meio que não encontra muita dificuldade em chegar até seu final.

A trilha sonora do jogo não era nada fora do normal mais até que se encaixava bem em todas as fases do jogo, você não ia sair comentando sobre o quanto aquilo era maravilhoso, mas também não iria ficar reclamando, uma coisa que chama um pouco a atenção era que em certos momentos Bug! Poderia soltar alguma frase, em momentos esporádicos, quando você estava coletando certos itens ou mesmo quando estivesse pulando na cabeça de algum inimigo.

Bug! Foi lançado em 1995 para SEGA Saturn e posteriormente ganhou uma versão para PC, o jogo foi desenvolvido pela “Realtime Associates” e apesar de não ter conseguido se popularizar, o jogo recebeu notas muito boas de toda a mídia especializada, muitos destacavam o tão criativo foram os desenvolvedores do jogo em criar um ambiente que mesclava entre o 3D e o 2D, E algum tempo depois o jogo ganhou uma continuação denominada Bug Too!.



Vídeo Gameplay





(Dissection)




Posts Relacionados