Review - Advent Rising - Xbox



Advent Rising - Xbox

Sempre gostei muito de filmes e historias de ficção cientifica, apesar de não se enquadrar “por muitos” como um filme de ficção cientifica, os filmes da serie “Star Wars” sempre me atraíram bastante devido toda sua temática e ambientação, ou então seriados como “Star Trek”, sempre achei bem legal essa temática e sempre achei que os escritores, diretores ou sei lá mais o que, sempre conseguiram criar boas historias com essa temática.

E outra coisa que eu sempre gostei muito foram os jogos em terceira pessoa os populares “Third-Person-Shooter”, então mais que normal eu sempre procurar por bons jogos que misturassem esses dois estilos, historias de ficções cientificas e jogos em terceira pessoa, porque para mim esse meio que seria um casamento perfeito, e apesar de não encontrar uma vasta lista de bons jogos que conciliassem esses dois gêneros, ainda sim conseguimos encontrar alguns bons jogos que se enquadram nesse estilo, e um bom jogo que eu conheci meio que por acaso foi o jogo “Advent Rising” de Xbox.

Logo que você inicia o jogo você começa a assistir uma cena a onde vemos “Gideon Wyeth” o protagonista do jogo, pilotando uma nave e se dirigindo até uma base espacial, e logo em seguida você já esta no controle dessa nave e tem que conseguir guiar essa até a base espacial, tudo muito bem feito e bem simples, mais nesse momento você já consegue tirar suas primeiras impressões sobre a jogabilidade do jogo que vai ser muito diferente durante todo o decorrer do jogo.

Quando digo que a jogabilidade vai ser diferente durante o decorrer do jogo, é porque em Advent Rising você não vai ficar preso apenas controlando seu personagem andando e atirando, você vai pilotar naves, vai dirigir carros, você vai passar por diversas situações que fara com que você necessite usar um veiculo X com uma mecânica toda própria para tal, para que assim você possa continuar sua historia.

Historia essa que te prende desde o começo do jogo, onde temos Gideon escoltando um grupo de embaixadores humanos até uma base a onde estão alguns seres alienígenas denominados “Aurelians”, esses por sua vez confidenciam aos embaixadores que eles os veem como deuses, e ainda por cima revelam sobre a existência de uma outra raça de alienígenas chamada “Seekers” e que essa tem como objetivo o extermínio de toda a humanidade.

Muito pouco tempo após serem alertados da existência de uma nova raça e de que essa teria em seus planos o fim de toda a humanidade, a base espacial em que estão começa a ser atacado pelos alienígenas Seekers, esses rapidamente conseguem invadir a base espacial e começam a matar e destruir todos que ali estão, Gideon não tendo mais escapatória consegue entrar em uma capsula e é lançado para um planeta chamado “Edumea” onde lá além de ter que usar armas para combater seus inimigos vai descobrir que os seres humanos tem a capacidade de usarem poderes especiais, poderes esses a muito adormecido e que até então eram completamente desconhecido por Gideon.

O jogo é cheio de reviravoltas e de cenas cinematográficas que te deixam ainda mais empolgado com tudo aquilo, você por vezes vai esquecer do tempo em que já esta jogando devido o tão compenetrado vai ficar com a historia e todas as cenas frenéticas de ação que não param nunca de lhe surpreender fazendo com que sua imersão no jogo seja muito grande.

A trilha sonora do jogo também é outro caso a parte, ela é em sua maioria toda orquestrada e bem empolgante, você por vezes vai se pegar admirado com o trabalho aqui feito pelo mais que experiente e conhecido “Tommy Tallarico” e “ Emmanuel Frantianni”, que conseguiram casar perfeitamente suas criações com o tema espacial do jogo.

Os gráficos do jogo também são muito bem feitos, e ainda por cima contam com uma ambientação bem variada de lugar para lugar, passando de interiores de naves espaciais, a lugares áridos, ou mesmo a belas regiões montanhosas com climas bem variados, e tudo isso como já disse anteriormente com uma jogabilidade muito boa, que te da liberdade de andar, correr, entrar em combates com armas de fogo, ou então usar seus poderes que vão sendo descoberto durante o jogo, tudo se encaixando muito bem em uma jogabilidade pratica e bem frenética.

Advent Rising nasceu para ser o primeiro de uma trilogia de jogos, mas devido a baixa vendagem do jogo e uma recepção da mídia especializada abaixo da esperada, a ideia de se criar jogos subsequentes para o jogo foi deixado de lado, o que acabou por afetar ainda mais o jogo Advent Rising, já que a historia do jogo não acaba com o final do primeiro jogo, onde que após os acontecimento do final desse a historia fica completamente aberta para uma sequencia, sequencia essa que aparentemente nunca viu ou vera a luz do dia.

Advent Rising foi lançado em 2005 para Xbox e posteriormente ganhou uma versão para PC, o jogo foi publicado pela “Majesco Entertainment”, e teve sua historia desenvolvida por “Donald Mustard” e roteirizada por “Orson Scott Card” e “Cameron Dayton”, uma curiosidade sobre o jogo é que a versão de PC recebeu notas da critica especializada um pouco mais altas do que a versão lançada para Xbox, já que a versão de PC foi lançada depois ela já vinha com alguns bugs que aconteciam no Xbox corrigidos, coisa essa que fez com que a versão de PC se sai-se um pouco melhor perante os olhos dos críticos.



(Dissection)








Posts Relacionados