Review - Croc - Legend of the Gobbos - SEGA Saturn




Croc - Legend of the Gobbos - SEGA Saturn

Numa época em que estávamos nos adaptando aos jogos 3D, muitos games adventure apareceram, Mario 64 acredito que tenha sido o primeiro a conseguir de fato se adaptar tão bem neste novo mundo. Conheci Croc por acaso, não muito diferente dos demais jogos de SEGA Saturn, naquela época comprava tudo piratinha mesmo nos diversos câmelos espalhados pela cidade, Croc me chamou atenção por ser bobo, pensei comigo mesmo: "Cara! deve ser legal controlar esse "jacarezinho simpático".


Eu estava numa fase diferente nos games, procurava por novidades, afinal queria entrar logo nesta nova era 3D, e quanto mais jogos neste estilo melhor para se adaptar. Croc me surpreendeu e muito, na época apenas tinha ouvido ou lido falar de Mario 64, não tinha jogado, não sabia como era aquele universo todo de explorar um mundo 3D, Croc praticamente foi quem me iniciou e me ajudou a conhecer e gostar deste novo jeito de se jogar.

Croc tinha uma historinha fofa como não poderia ser diferente, Croc o nosso pequeno jacarezinho foi abandonado pelos seus pais quando bebê, então uma raça de fofos bichinhos peludos o acharam e decidiram criá-lo como um filho mesmo. Anos mais tarde um malvado vilão resolve raptar todos estes adoráveis animais assim como seu rei. Croc então se enche de coragem e resolve arriscar sua vida para salvar sua nova família, aqueles que o acolheram quando ele mais precisava.


O game segue uma temática bem infantil, o vendo hoje em dia, vejo que ele poderia não ter espaço no cenário atual dos jogos, a coisa toda meio que mudou, aquela inocência que tínhamos antes não existe mais, muita coisa mudou, os games também. Mas não era só flores que vivia Croc, não, ao relembrar a fundo algumas coisas irritantes voltaram à tona, a fraca jogabilidade de Croc com certeza era o seu principal problema, cara como era difícil controlar aquele negócio, plataformas e até mesmo andar em linha reta era algo que exigia paciência, muita paciência, de resto o jogo trazia tudo que era de mais moderno para a época, uma trilha sonora condizente com o jogo, gráficos bem resolvidos uma boa história e um "mascotinho" realmente cativante.




|__CisNegro__|









Posts Relacionados